[Burning Bujo #3] Como se organizar do zero! (Se você for MUITO desorganizada)

Capa estilo Midori 
Foto/Produto: www.pretelie.com.br



Por Anne Caroline Quiangala

É bastante comum as pessoas dizerem "quero ser mais organizada" ou "quero ser vegana" e uma série de mudanças de comportamento que são adiadas por meio duma justificativa: "não sei por onde começar". Mas será que basta conhecer métodos? Já adianto que não.

Como uma pessoa que saiu da extrema falta de organização, da reatividade profunda (fazer cada tarefa, e definir as ações a medida que elas chegavam), posso dizer, o primeiro passo é ter "clareza" a respeito de suas motivações.

Noutras palavras, antes de empreender qualquer mudança, defina qual o objetivo de tornar-se mais organizada antes de decidir acordar cedo ou mudar sua alimentação, pois se não houver motivação real, qualquer dificuldade vai dar força ao pensamento de que "posso deixar pra mais tarde", isto é, a procrastinação.

No fim das contas, o que vai te fazer não desistir é o propósito. Você pode começar com "Quero acordar cedo para ter mais tempo antes do trabalho" e seguir "por que preciso deste tempo? Como usarei este tempo?" e, então, organizado o seu porquê partiremos para a prática.

MATERIAIS


Como iniciantes, precisamos de materiais simples, focando na funcionalidade. Recomendo que use una caderneta pequena, com a capa flexível e a folha pontada. Não é um problema se for sem pauta ou listrada (as mais comuns), o importante é que seja um caderno (ou agenda) que você consiga levar pra qualquer lugar , atualizar e consultar com facilidade.

Escolha também a caneta que seja confortável pra sua escrita, e adequada ao tipo de papel do caderno que você escolheu. Ah, e lembre-se que o caderno não precisa ser novo, começa com o material que você tiver a mão, e agora. Se não tiver caderno, pega um post-it, o que for, mas não deixa pra depois.

Leia Também: Vou de BuJo ou vou de Planner?


Digramação: dias da semana
Fonte: www.bulletjournal.com

COMEÇANDO O SEU BULLET JOURNAL® OU DIÁRIO EM TÓPICOS


Com o papel e a caneta em mãos, podemos iniciar o rumo a uma vida mais organizada. Eu sigo o Método Bullet Journal®, desenvolvido por Ryder Carroll, um designer estadunidense que percebeu o quanto ter um caderno só pra reunir todas as tarefas, lembretes, ideias, reflexões e projetos é útil em amplos sentidos. Seja porque se torna um registro dos processos, acontecimentos e conquistas, ou mesmo pelo processo de reconhecer e valorizar suas ações, mapear sua saúde e hábitos.

Vocabulário:


  • Método Bullet Journal: é um método de organizar, registrar e avaliar a rotina descrito no livro de Ryder Carroll. Chamado também de BuJo.
  • Diário em tópicos - Guia Prático: é o título do livro de Rachel Miller, editora da Buzzfeed, que descreve a sua forma de usar o método.
  • Coleções: módulo com estrutura personalizada usada para guardar conteúdo relacionado: índice, registro futuro, listas de compras, listas de leituras, séries para assistir, projetos, monitoramento de saúde, etc.
  • Diagramação/Layout: estrutura e formato que você escolhe para inserir as informações do dia, semana e mês na página. No caso de agendas ou planners, o layout é predefinido.


Leia também: Diário em Tópicos vale a pena?

Se você já definiu uma lista de objetivos que vão pavimentar sua mudança, já pode pegar uma folha de papel e fazer três colunas: a que estou me dedicando, a que deveria estar me dedicando e ao que gostaria estar me dedicando. Analise essas colunas e destaque 3 tarefas de cada uma. Reserva as 9 tarefas e vamos para o método BuJo

Comece numerando as páginas do caderno, e  inserindo as informações de contato caso você perca e alguém queira devolver. Em seguida, deixe as duas próximas páginas para o índice. Não é fácil criar o hábito de atualizar o índice, mas pense como um investimento.

Dica: eu sei que o Índice parece uma ideia dispensável, mas tenta pensar que quando você tiver 50 cadernos, por meio das entradas no índice você poupará tempo pra encontrar "aquela" ideia genial.

As próximas duas páginas são para o planejamento mensal. Já insira o título e faça a entrada lá no índice e indique as páginas. No planejamento mensal você pode projetar eventos, metas ou tarefas para meses subsequentes. Agora procure dentre as suas 9 tarefas algumas que podem ser canceladas ou que possam ser feitas depois.

Na página seguinte, podemos começar o mês atual. Primeiro insira o título do mês, lança no índice e volta. Numera os dias do mês e da semana à esquerda da página. Insira na frente do dia uma tarefa, evento ou meta.

Agora vamos para a notação para organizar a semana e os dias. Voltemos à questão: por que eu preciso me organizar? Que seja para não perder prazos ou compromissos, já estamos no caminho. É preciso pensar numa diagramação ou layout da sua semana, e na internet você encontra tanto modelos prontos pra imprimir, quanto referências. Veja que, se você estiver usando uma agenda ou Planner, a estrutura já está pronta e o seu ganho de tempo será maior; mas, uma das coisas mais relaxantes é reservar o momento de organizar seu BuJo. Ou seja: o formato certo é o que funciona pra você. 

Independente do formato que você escolher, BuJo ou Planner, fato é que os conceitos-chave de registro tal como sistematizados por Carroll podem ser ferramentas úteis:

Fonte: Diário em Tópicos: Guia Prático (Detalhe)


Mas, e se for pra inserir algum hábito?

Se o objetivo é checar ou passar a ter um hábito, vale a pena tanto enumerar os seus porquês (qual o meu objetivo com esta mudança de hábito? Onde quero chegar? Quais os benefícios?), quanto montar uma tabelinha com os dias versus os hábitos. Mas lembra, tudo começa com a decisão. Em breve a gente conversa mais sobre hábitos!

Confira essas dicas de organização em vídeo:


Para saber mais sobre métodos de organização, recomendo super o blog Vida Organizada

Nenhum comentário

Antes de comentar, leia nossa política de comentários!

Tecnologia do Blogger.