Crush da Semana: Barry Jenkins #MesDoOscar

 
Por Débora Machado
 

 
Continuando nossas homenagens no mês do Oscar, apresentamos hoje o diretor, produtor e roteirista Barry Jenkins. Nascido em Miami (FL), Jenkins é formado em Cinema e Artes Visuais pela Universidade do Estado da Flórida e estreou no cenário com o curta My Josephine (2003).  
 
Seu primeiro trabalho de impacto veio cinco anos depois com o filme Medicine for Melancholy, o qual recebeu indicações para diversos prêmios e vencendo uma parcela deles. Entretanto, foi com Moonlight: Sob a Luz do Luar, filme de 2016, que o cineasta ganhou prestígio, sendo indicado a oito categorias do Oscar e vencendo inclusive a estatueta de Melhor Filme. A partir de então, Jenkins se tornou o quarto negro indicado para Melhor Diretor e o segundo a dirigir o vencedor de Melhor Filme. 
 
Em 2018, Jenkins apresentou o belíssimo drama Se a Rua Baele Falasse (que você pode ler nossa crítica aqui) e que concorre ao Oscar de Melhor Roteiro Adaptado, Trilha Sonora Original e Atriz Coadjuvante através da talentosa Regina King, nossa crush da semana passada. 
 
Barry Jenkins ainda escreveu para a série The Leftovers (HBO) e dirigiu um episódio da série Cara Gente Branca (Netflix). 
 
viram Se a Rua Baele Falasse? O que acharam? Estão confiantes para a vitória nas categorias que concorre? Queremos saber sua opinião

Nenhum comentário

Antes de comentar, leia nossa política de comentários!

Tecnologia do Blogger.