Policial de Charleston tenta banir O Ódio Que Você Semeia de lista de leitura escolar

O Ódio Que Você Semeia e All American Boys são dois livros voltados para um público adolescente e jovem adulto e abordam questões de racismo e brutalidade policial. Infelizmente essas não são as únicas características em comum dos dois livros. Recentemente o departamento de polícia de Charleston pediu a retirada dos livros da lista de leituras para o verão Wando High School's da turma de Inglês I sob a alegação que os livros encorajam desconfiança sobre a polícia.


O Ódio Que Você Semeia é um livro Young Adult que narra a história da jovem Starr, uma menina negra que vive na periferia e estuda numa escola de gente branca, depois de sair de uma festa com seu melhor amigo Khalil ela presencia, sendo a única testemunha, o assassinato do amigo por um policial e precisa depor contra o policial da investigação do caso.

All American Boys, um livro que infelizmente não foi publicado no Brasil, narra a história de Rashad um garoto que é confundido pelo policial Paul Galluzzo com um ladrão e que o agride brutalmente apesar dos gritos de inocência do rapaz. O ocorrido tem apenas uma testemunha, Quinn Collins, um jovem colega de Rashad do time de basquete e que foi acolhido por Paul quando o pai do mesmo morreu no Afeganistão, além das fitas de vigilância da loja onde a agressão ocorreu.

"Seja através de mídias sócias, ou por mensagens de texto, ou ainda por telefonemas, nós recebemos um tremendo fluxo de reclamações pela inclusão dessa lista de leitura," Disse Jon Blackmon, presidente da Fraternal Order of Police Tri-County Lodge #3, ao noticiário local. "Alunos do nono ano estão na idade em que as interações com a polícia são mínimas. Eles ainda não dirigem, ainda não foram parados por excesso de velocidade, e não tiveram nenhum tipo dessas interações. Isso colocam em suas cabeças, quase uma doutrinação de desconfiança à polícia e nós temos que parar com isso."

Ele adiciona, "Há outros tópicos socioeconômicos existentes e eles querem focar seus esforços em negatividade para com a polícia? Me parece peculiar."


Vale salientar que a lista de leitura da Wando High Schooll conta com oito títulos diferentes e seus alunos só precisam ler dois desses livros a sua escolha, nenhum dos dois livros citados é de fato uma leitura obrigatória.

É importante lembrar que Charleston é a mesma comunidade onde o policial Michael Slager disparou oito tiros contra Walter Scott, homem negro de 50 anos, em 2015. Foi um crime tão brutal que o policial foi indiciado e condenado.

Também vale salientar que categorizar esses livros como anti-policial é uma leitura errada. Sim, os livros falam de brutalidade policial, um problema grava que atinge principalmente a população negra e latina periférica, mas ambos os livros têm como objetivo iniciar o diálogo sobre esse problema e não puramente culpabilizar policiais.

Os livros, bem como séries e filmes, O Ódio Que Você Semeia terá seu filme lançado ainda esse ano, mais informações aqui, são formas de abrir diálogos e discutir experiências e situações que muitas vezes temos dificuldade de compreender. Tentar proibir que a escola aborde esses livros e que adolescentes tenham não apenas acesso a essa leitura como um espaço onde possam discutir os temas impede que eles compreendam uma realidade que os rodeia.


"A ideia de que pessoas estão plantando essa ideia da polícia na mente das crianças ao invés de deixarem as crianças observarem o mundo e deixassem elas veem a polícia pelo que ela é, o que ela realmente faz, é sem fundamentos." Disse Mychal Denzel Smith autor de Invisible Man, Got the Whole World Watching.

"Crianças [negras] já tiveram interações com a polícia, queira a polícia admita isso ou não. Isso começa bem antes de quando elas possam dirigir," ele prossegue. "Elas conhecem membros da família que foram presas. Elas estiveram em carros que foram parados, se não estiveram dirigindo, elas mesmas. Tudo isso são coisas que acontecem na vida de crianças negras."

Quando Blackmon diz que adolescentes talvez não tenha a experiência em primeira mão com a polícia antes de ler esses livros, ele provavelmente está se referindo apenas a jovens brancos. Mas quando Tamir Rice de 12 anos foi atirado por um policial, quando Antwon Rose de 17 anos levou um tiro enquanto corria e enquanto Mike Brown de 18 anos é descrito como "Hulk Hogan", isso mostra o quanto, e quão comumente, a polícia não vê ou trata crianças negras pelo que elas são.

Ainda está no ar se Wando High School vai manter os livros da lista de leitura. O diretor ouviu a reclamação do departamento de polícia e pais, bem como aqueles que são a favor e levou o caso para seja revisado. Infelizmente isso já é uma perda pois o tempo que é revista é um tempo que os alunos não poderão apreciar obras tão importantes.

Nenhum comentário

Antes de comentar, leia nossa política de comentários!

Tecnologia do Blogger.