Black Lightning – 1x11/1x12 – Black Jesus: Book of Crucifixion/ The Resurrection and the Light: Book of Pain


Devido aos acontecimentos do episódio 11 eu não consigo evitar fazer um paralelo com o que está acontecendo na série Arrow. Caso você tenha amor a si mesmo e não assista mais essa série, deixe me atualizar os fatos.


Por Camila Cerdeira

Oliver Queen, branco, rico e atualmente prefeito de Star City (prefeito sem eleição, ele meio que chegou ao posto por falta de opção) ele está sendo acusado pelo FBI de ser o Arqueiro Verde, eles têm evidencias (forjadas) e alguns testemunhos conseguido de formas não tão legitimas.

O ponto é que Oliver Queen foi acusado de um crime tal qual o Jeff Pierce. O tratamento porem foi completamente diferente, Oliver não chegou a ficar preso, não sofreu nenhuma forma de abuso. O próprio Barry Allen passou alguns meses preso e também não passou pelo que Jeff Pierce foi colocado. Essa é a diferença em ser um homem negro no sistema.

E mesmo tendo agido sua vida inteira de forma correta e ajudado sua comunidade a ficar longe das estatísticas de violência, membros de gangue e morte no instante que veio a público sua prisão pessoas ignoraram todo trabalho correto e prêmios que ele recebeu no primeiro episódio e o trataram como um traficante, essas pessoas obviamente eram brancas. Por que como negros aprendemos muito cedo a não confiar completamente na polícia ou no que a mídia diz de um negro.



Outra prova de que ser negro faz tudo diferente, quantos filmes você ou série você já viu sobre uma pessoa branca sendo acusada injustamente e fugindo, chutando bundas e quebrando mais leis do que nunca apenas para provar sua inocência e pegar o verdadeiro bandido? Acontece que mesmo tendo literalmente os poderes para fazer isso, no momento que ele reagisse os policiais iriam atirar e seria mais um homem negro morto por um policial em legitima defesa.

Mesmo sendo um super herói, os caminhos que precisamos fazer sempre são mais complexos e delicados, por isso que eu adoraria um Mega Crossover de todas as séries da CW com Black Lightning e especialmente Thunder jogando o privilegio branco que Arqueiro Verde, Supergirl e companhia tem. Além de ver como seria a interação desses personagens com Caçador de Marte, James The Guardian Olsen e obvio Iris West por que esses personagens estão imersos numa realidade branca e são raros os momentos que vemos eles poderem tocar nesse tema.

Eu não da vice-diretora do mal, mas pelo pouco que tem sido mostrado ela não é ninguém na ASA. Ela é puramente um peão que não tem autoridade de saber ou resolver realmente nada. E de um jeito torto ela admira o trabalho que Pierce fez ao unir aqueles estudantes.

E no final das contas o planoo inteiro de prender Jeff Pierce acabou gerando ao Black Lightning seu próprio comissário Gordon. Pierce ainda está tentando deixar Henderson no escuro sobre sua identidade de herói, mas o agora subdelegado Henderson sabe muito bem que algo está sendo escondido dele e não vai demorar muito para que ele comece a juntar dois mais dois.

Aparentemente vão explicar próximo episódio como diabus Lala voltou a vida, ao que tudo indica foi mais um experimento mirabolante feito a mando de Tobias e parece que rola um leve controle mental ali, ainda não deu para ter certeza.



Quem retornou para alegria dos meus olhos foi Khalil, ele ainda voltou com dreads, parece que ele conhece meus pontos fracos. Uma pequena que o arco dele seja ligado aos vilões, meu coração fica triste.

Falando sério, como eu disse em alguma review passada eu entendo o ressentimento e raiva que o jovem ganhou quando foi ferido. É algo compreensível, mas infelizmente isso torna ele um alvo muito fácil de manipulação e distorção. Vejo algo muito próximo do Killmonger. Todo aquele sentimento de abandono, de que o sistema inteiro sempre vai estar contra você e não importa o quanto ande na linha você não tem chance de vencer e isso vai consumindo quem é a pessoa. Killmonger não tinha mais salvação, mas eu gosto de acreditar que ainda há uma para o Khalil, talvez não nessa temporada, afinal ele foi quem deu o golpe que matou Black Lightning, mas em algum momento ele pode mudar os rumos da própria narrativa.

A batalha na escola foi sensacional. Pela primeira vez eu estou curiosa sobre a mina branca com morte nos olhos que eu não me dei ao trabalho de decorar o nome a temporada inteira. Por que fizeram algo nela, ninguém tem um corte daqueles e fica agindo como se fosse um arranham superficial, fora que o osso dela é verde.




Eu queria entender o que se passa nas pessoas que atiram na Supergirl ou na Thunder, a Moça Com Morte Nos Olhos gastou 40 tiros na Thunder e nem um fio de cabelo daquele penteado maravilhoso saiu do canto. Talvez você ache que tenha errado os primeiros tiros, mas você descarregou dois cartuchos inteiros de uma pistola e a mulher nem mesmo piscou. Para que insistir?

Black Lightning foi atingido, o coração dele parou. A cena era para causar pânico, mas eu sabia exatamente o que ia acontecer. Desde que revelaram que Jennifer diferente do pai ela produz eletricidade e não absorve eu entendi tudo. Eles montaram uma party de RPG. Black Lightning é o nosso DPS, Thunder é obviamente o tank que está ali para segurar os danos e agora com a Jennifer começando a virar Lightning temos nossa healer. Esse é o papel dela, ela cura os danos do pai. Então eu sabia que quando ele morreu ela iria aparecer e virar um desfibrilador humano.

Os episódios estão se tornando intensos e temos apenas mais um episódio nessa temporada. Pode esperar que vai ser tiro, porrada e bomba.

Nenhum comentário

Antes de comentar, leia nossa política de comentários!

Tecnologia do Blogger.